sexta-feira, 10 de agosto de 2018

Pronatec-Ifba seleciona tradutor e intérprete de Libras em Nova Itarana


O Instituto Federal da Bahia publicou nesta quinta-feira, 9, edital de processo simplificado de seleção para Tradutor e Intérprete de Libras para atuar no município de Nova Itarana, a 232 km de Salvador.

Os interessados devem residir, preferencialmente em Nova Itarana ou nas proximidades, e terem, obrigatoriamente, disponibilidade para desenvolver atividades presenciais na Unidade Nova Itarana do IFBA, que está subordinada ao polo de Santo Antônio de Jesus.

Gratuita, a inscrição termina no próximo dia 15, quarta-feira, e deve ser feita exclusivamente mediante preenchimento dos formulários constantes no edital, que podem ser acessados através do link abaixo:

http://redeetec.ifba.edu.br/2018/edital9/mediotec-edital-201809.pdf

Os candidatos devem preencher as informações solicitadas e comprovar habilitação e experiência através de documentos anexados aos formulários. O processo seletivo é constituído de duas outras etapas, Análise Documental e Entrevistas, e a convocação e início das atividades está prevista para o dia 3 de setembro.

sábado, 28 de julho de 2018

IFBA reúne especialistas para lapidar o polo de Campo Formoso


Capacitar os profissionais envolvidos na extração e no beneficiamento da atividade mineradora e expandir a cadeia produtiva implantando cursos com novas especialidades de forma a criar um novo ciclo de desenvolvimento local que agregue valor à produção e gere mais oportunidades de emprego e renda para a população local.

Estes foram os desafios debatidos por educadores e especialistas para a implantação do Instituto Federal da Bahia (IFBA) no município de Campo Formoso, situada no território de identidade Piemonte Norte do Itapicuru, a 420km de Salvador.

Campo Formoso já oferece cursos EAD de curta duração do Pronatec IFBA, mas a parceria entre a Prefeitura local e o Instituto ganhará uma nova dimensão quando estiverem finalizadas as obras da construção  do primeiro módulo do IFBA, situado em um terreno doado pela municipalidade  ao lado da Escola Gilcina Carvalho, e para o qual foram destinados pelo MEC R$  1,183 milhão.

"Até ficar pronto os pavilhões a gente pode realizar cursos de qualificação de curta duração que futuramente vão se transformar em disciplinas do curso técnico", explicou o reitor Renato da Anunciação Filho, durante encontro realizado em seu gabinete na última sexta-feira, 27. "Temos que aproveitar o potencial local para transformá-la em um polo de produção de joias, para assim poder atrair outras atividades à região, como o turismo", acrescentou.

O reitor recebeu do grupo de trabalho formado pelos geólogos  Baldoíno Dias Neto e Márcio Sérgio de Andrade Vieira,  Andre Bolinches de Carvalho , Adalberto de Figueiredo Ribeiro, este último representando a CBPM, a ementa de um novo curso em lapidação de gemas. Também participaram do encontro Marcos Freire, da  DNPM, os pró-reitores de ensino, Jaqueline Oliveira, de Desenvolvimento Institucional, Anilson Cerqueira, a professora do Campus Jacobina Carina de Farias, o analista de sistemas Sergio Peneluc e a assessora da coordenação geral do Pronatec, Angela Romano.

Segundo Baldoino Neto, a chegada do IFBA representa a concretização de um antigo sonho que é o da profissionalização da produção mineral da região. "Estamos falando de um distrito de vocação mineira, um conjunto imenso de cromo, cobre, esmeralda, barita, rochas ornamentais, que ainda com outro potencial econômico extraordinário que é o da energia eólica", pontuou.

Adalberto Ribeiro destacou que a chegada do IFBA a Campo Formoso pode representar um novo ciclo de qualificação profissional na história da mineração local comparável ao que a Petrobras representou para o País na década de 1950, quando fomentou a implantação dos primeiros cursos universitários de geologia.  "O IFBA chega para levar a ciência a Campo Formoso, atuando na ponta da formação de profissionais para a minero-indústria", enalteceu.

Segundo André Bolinches de Carvalho, a iniciativa tende a criar uma nova mentalidade ao transformar o papel da mão-de-obra local, que e de mera extração de matéria-prima, para o de criação artística e empreendedorismo.

"A vantagem do IFBA em Campo Formoso vai ser a parte da inovação, a capacidade de tirar esse estigma de marginalidade da atividade garimpeira e mostrar que que essa pode ser uma atividade nobre, que gera trabalho criativo em moda e arte. A joalheria tem o potencial de atrair a juventude  e aproveitar rejeito de pedras de terceira qualidade a partir da combinação com outros elementos, como o sisal", sugeriu.

quinta-feira, 19 de julho de 2018

IFBA implanta laboratório de informática em assentamento rural

 O coordenador-geral do Pronatec IFBA, Marco Antônio Góes, anunciou a implantação de um laboratório de informática no Projeto Assentamento (PA) Terra Vista, no município de Arataca, litoral sul baiano.

Góes representou o reitor Renato da Anunciação Filho no encontro realizado no local nesta quarta-feira, 18, que reuniu ainda a diretora do Banco Mundial, Fátima Amazonas,  o superintendente da Educação Profissional do Estado da Bahia, Durval Libânio, o coordenador executivo do Bahia Produtiva, Fernando Cabral, e o consultor da Fundação Mundial do Cacau, Pedro Ronca, entre outras autoridades recebidas por Mestre Joelson e Solange Brito, lideranças da Teia dos Povos.

Situado às margens da BR-101, o PA Terra Vista é fruto de uma das primeiras ocupações de trabalhadores sem terra na região cacaueira do início dos anos 1990, quando iniciou o processo de recuperação de 90% da mata ciliar do Rio Aliança, além da manutenção de 34% da reserva legal da área, que fica no entorno da Unidade de Conservação do Parque Nacional Serra das Lontras.

Com 913,6 hectares e mais de 50 famílias assentadas, atualmente o Terra Vista é referência em preservação ambiental, agroecologia e produção de mudas de espécies da Mata Atlântica, como Jacarandá, Ipê Amarelo, Pau-Brasil, Jatobá e Cedro. Possui piscicultura, cultivo de frutíferas e hortaliças reconhecidas como Produção Orgânica pelo IBD Certificações, e um viveiro que produz 150 mil mudas por ano. É também referência na produção de cacau orgânico.

"Temos aqui um processo de duas décadas de trabalho, temos pesquisa e inovação tecnológica graças às parcerias que temos com o Instituto Cabruca, o EcoBahia que é hoje nosso principal braço de ATER. Iremos recuperar 200 mil hectares de cacau e implantar 200 mil hectares de SAF's para beneficiar 32 mil famílias no território que abrange a indicação geográfica do Cacau" declarou Mestre Joelson.

"O IFBA se orgulha de associar-se a esta ação, com a implantação de um laboratório de informática. Mas para além dessa medida, iremos implantar o Campus da Sustentabilidade da Mata Atlântica em Camacã com um investimento de 1,4 milhão de reais para qualificar a mão-de-obra da região tanto para o emprego, quanto para o empreendedorismo", afirmou Marco Antônio Góes.

A Suprot anunciou os preparativos finais para a inauguração da fábrica escola no Terra Vista. "Esse é um compromisso do Governador Rui Costa e do secretário Pinheiro e que como superintendente estarei aqui para executar. Vamos aproveitar nossas potencialidades e vamos canalizar para o desenvolvimento rural, aliado à educação tecnológica e à agroecologia", declarou Durval Libânio.

"Essa é a minha terceira visita ao Terra Vista e sempre que venho levo de volta na bagagem muita esperança. E estamos com um projeto em andamento para ampliar ainda mais as ações do Banco Mundial junto às comunidades rurais, a Teia é um case de sucesso", declarou Fátima Amazonas.

terça-feira, 10 de julho de 2018

IFBA inaugura cursos superiores no campus de Santo Antônio de Jesus

Equipe de coordenadores, professores e técnicos do Campus SAJ



Um grande momento para o IFBA e para a sociedade de Santo Antônio de Jesus e região. Assim a diretora do Campus local do Instituto Federal da Bahia, Edna Matos, define o início dos cursos superiores na instituição, ocasião que será celebrada com a aula magna proferida por Gorgônio Araújo, diretor de Gestão e Soluções da RNP nesta sexta-feira, 13, a partir das 19 horas.
Tecnologia em Análise e Desenvolvimento de Sistemas, Redes de Computadores e Produção Multimídia são os três cursos que irão iniciar as aulas na segunda-feira, 16/07. Cada turma terá 30 alunos e os cursos terão duração de três anos.

Segundo Edna, a decisão de realizar estes três cursos no período noturno atende a uma demanda específica dos trabalhadores do comércio, que representam 80% da população ativa de Santo Antônio de Jesus."Com a implantação destes cursos avançamos na missão institucional que é tornar nosso campus referência na área de tecnologia da informação e, num segundo momento, criar um núcleo para desenvolvimento e formação na área de tecnologias em saúde, em consonância com a política pública que vem sendo implantada pelo Governo do Estado para transformar a cidade num polo regional de saúde", explicou.

O campus de Santo Antônio de Jesus já é um dos maiores polos do Pronatec Mediotec, com 1.900 alunos inscritos em cursos presenciais e a distância espalhados por 16 municípios do entorno. No último dia 16 de junho, mais de 500 deles estiveram reunidos em um encontro que serviu ao mesmo tempo de integração e de celebração antecipada do São João.
A diretora do Campus SAJ do IFBA, Edna Matos

"Trazer estes estudantes para dentro do nosso campus e mostrar que eles são alunos de uma grande instituição de ensino é uma forma de elevar a auto-estima deles e de combater a evasão escolar que, nacionalmente é um dos mais graves problemas enfrentados pelo ensino de segundo grau no país", justifica.

Segundo estudo divulgado pelo INEP em junho de 2017, através de dados coletados pelo Censo Escolar entre 2014 e 2015, a evasão no segundo grau foi de 12,7% dos alunos matriculados no primeiro ano do ensino médio, seguida por 12,1% dos matriculados no segundo ano.

No caso específico do Pronatec, as maiores dificuldades para manter os alunos se devem ao fato de que muitos deles não possuem internet e até mesmo computador em casa para realizar as atividades fora dos laboratórios de informática. Para contornar o problema, os coordenadores do polo EAD tem sido orientados a acompanhar de perto os alunos, mostrando como é importante que eles persistam.

"Sentimos que os resultados tem sido positivos, os alunos demonstraram que entenderam que o muro do nosso campus não está ali para intimidar ninguém e sim para proteger o patrimônio físico, e que nós estamos empenhados em construir uma instituição devotada a servir a comunidade para além deste muro", completou.

segunda-feira, 21 de maio de 2018

IFBA debate com entidades trabalhistas a interiorização da aprendizagem profissional no Estado da Bahia


Representantes do Ministério Público do Trabalho (MPT/BA), Tribunal Regional do Trabalho (TRT/5), Associação dos Magistrados da Justiça do Trabalho (AMATRA/5) e Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia da Bahia (IFBA) reuniram-se nesta segunda-feira, 14, no gabinete da Superintendente Regional do Trabalho na Bahia, Gerta Schultz, a fim de debater ações e projetos para a interiorização da aprendizagem profissional em todo o Estado da Bahia.

Na ocasião, foram debatidos os termos do acordo de cooperação técnica para a implantação do projeto Cidadão Aprendiz no interior do Estado, município de Vitória da Conquista. Implantado pela primeira vez em 2014 na capital baiana, o projeto tem o objetivo de oportunizar a primeira experiência profissional e a reintegração social aos adolescentes e jovens em situação de vulnerabilidade socioeconômica que cumprem medidas socioeducativa em meio aberto e em semiliberdade.


O projeto tem previsão de início em 20 de junho quando será assinado o termo de cooperação entre os órgãos participantes. Nesta primeira edição, os jovens terão aulas nos cursos de Help Desk e Serviços Administrativos. Com duração de 02 anos serão fornecidos dois módulos aos alunos. O primeiro voltado para a teoria, abordando questões comportamentais relacionadas ao ingresso no mercado de trabalho, com duração de 600 horas aulas ministradas pelo IFBA. Após esta etapa, os jovens serão recepcionados pela Prefeitura Municipal de Vitória da Conquista e Secretarias para desenvolverem o módulo prático com duração de 1240 horas.


Estiveram presentes no encontro o Procurador Chefe do MPT/BA, Luís Carneiro e a Procuradora do Trabalho Verena Borges; as Juízas do trabalho, Dorotéia Silva de Azevedo Mota e Gerúzia Amorim; a Presidente da AMATRA Angélica Ferreira; o Chefe da Inspeção do Trabalho na Bahia, José Honorino de Macedo; a Coordenadora e a Sub Coordenadora da atividade de Fiscalização da Aprendizagem na Bahia, Taís Arruti e Marli Costa e pelo IFBA, o Coordenador Geral do Pronatec, Marco Antônio Tavares Goes e a Assessora do Pronatec Aprendizes Renata Martorelli.

Ascom Pronatec-IFBA

sexta-feira, 18 de maio de 2018

'Força-tarefa' faz busca ativa de alunos do Pronatec

 
 
Sumaré, Lajinha, Porto Feliz, Largo, Sertão Bonito, Queimadinha e Andaraí. Alguns destes distritos e povoados de Piritiba ficam a mais de 60km de distância da sede. Pois é justamente nestas localidades que a 'Força-tarefa' integrada por servidores do IFBA e da Prefeitura local tem concentrado esforços no sentido de resgatar estudantes que se inscreveram no Pronatec, mas que não estavam frequentando as aulas semanais presenciais.

"Nós estamos indo a campo para fazer a reoferta a estes alunos que não estavam tendo condição de acompanhar os cursos e o resultado tem sido muito satisfatório", explica o assistente de coordenação do Pronatec em Piritiba, Josivan de Jesus Reis, 33.
Nascido na cidade vizinha de Mundo Novo e licenciado em Computação, Josivan também leciona no curso de informática do Centro Territorial de Educação Profissional Piemonte do Paraguacu II (CETEP), e divide com o o coordenador de polo Edson Lopes Santos, a servidora municipal Isabel Conceição Costa da Silva, o estudante Felipe Alves Lima e o motorista Jackson Galego a missão de percorrer os mais distantes rincões de Piritiba para convencer estudantes e seus responsáveis que vale a pena persistir nos cursos à distância de informática e informática para internet oferecidos pelo programa.

No caso da estudante Maiane Heston de Souza Santos, 17, a busca transpôs a divisa do município e chegou à cidade vizinha de Mundo Novo, para a alegria de seu pai, o auxiliar administrativo José Melônio dos Santos, 50. "Essa atitude fez a diferença não só para a minha filha, mas para outros estudantes de Mundo Novo que também não estavam podendo frequentar as aulas, mas que agora já tem transporte fornecido pela prefeitura. Nossa região é muito carente de cursos profissionalizantes", atesta.

O transporte semanal para as aulas presenciais no campus da Universidade Aberta de Piritiba era o principal, mas não o único responsável pela evasão de alunos do Pronatec de Piritiba. No caso de Ewerton Brito, 18, foi diferente. Ele frequentou o curso de informática regularmente até que a oportunidade de emprego como balconista numa lanchonete do povoado de Porto Feliz parecia ter representado o fim da linha para o curso de informática. "Fiquei um tempo ausente, até que o pessoal do IFBA foi até o meu trabalho e convenceu o gerente da lanchonete a me liberar do trabalho nos dias de aula", atesta.

Iniciada há um mês, a busca ativa de alunos do Pronatec em Piritiba deve prosseguir nos próximos finais de semana e não tem data para terminar. "Onde tiver gente querendo estudar que esteja fora da sala de aula a gente vai atrás", garante Josivan, que já identificou o próximo desafio do programa: assegurar a permanência dos alunos que não conseguem realizar as tarefas exigidas pelo programa porque não dispõem de computador com internet em suas casas. "A Prefeitura de Piritiba está licitando a compra de mais 40 computadores e quando eles chegarem teremos uma sala e professores de plantão para dar mais este suporte aos estudantes", garante.

Ascom Pronatec-IFBA